Renê Xavier em Galápagos

Fala, Galera! Estava muito na dúvida no que fazer nesse carnaval. Pensei em ficar aqui em Salvador para curtir essa folia toda, ma...


Fala, Galera!

Estava muito na dúvida no que fazer nesse carnaval. Pensei em ficar aqui em Salvador para curtir essa folia toda, mas, ao mesmo tempo, estava muito afim de viajar, conhecer algum lugar novo que me desse condições de treinar bastante. Começei a pesquisar alguns lugares e o que mais tinha me impressionado era Galápagos. Vi muitas reportagens, vários videos e achei que seria o lugar perfeito pra ir.

No início da viagem foi meio conturbador. Fiquei mais de 19 horas no aeroporto de Lima, por conta de uma neblina intensa que estava tomando conta das pistas do aeroporto, mais uma noite em Quito e por fim, depois de quase 2 dias de viagem, cheguei no paraiso, em Galápagos!

Galápagos é um arquipélago de ilhas de origem vulcânica, um pouco parecido com Fernando de Noronha. Fiquei na ilha de São Cristóvão. Sua Flora é abundante e, ao mesmo tempo, encantadora. Com uma infinidade de árvores e muitas plantas diferentes. A Fauna é incrível! Com animais diferentes que, ao longo do tempo, foram se adaptando ao local, como as iguanas marinhas e as tartarugas gigantes. No mar encontramos vários ponts diferentes em torno da ilha. Esse ano, como foi ano de um fenômeno chamado La Niña, não deu muita onda na parte Norte da ilha, onde fica uma onda bem conhecida, chamada Carola. Uma direita incrível. No entanto, a parte Sul quebrou vários dias épicos! Com ondas de até 8 pés e com um vento que soprava, na maioria das vezes, terral. Alucinante! Um fenômeno muito engraçado que ocorre em Galápagos são os termoclimas, que são correntes geralmente frias que passam quando o mar está quente. Nada agradavel!!

No meu último dia, logo pela manha, depois de 10 dias pegando altas ondas e totalmente satisfeito com a viagem, acontece um fato muito insano: Ocorre um terromoto nas redondezas do Japão de 8,9 pontos na escala Richter e, como consequência disso, uma tsunami 10 metros, com uma velocidade de 800 km/hr atinge o Japão. Uma catastrofe geral. Um amigo meu bate na porta do meu quarto desesperado me falando tudo isso. Só acreditei mesmo quando vi pela tv, na CNN, as imagens e um aviso bem grande "AS ILHAS DE GALÁPAGOS TAMBÉM SERAM ATINGIDAS." Fiquei meio que sem reação no inicio, mas logo depois vi que a onda chegou no Hawaii com 1,5 m e sabia que até chegar onde eu estava, iria perder força, mas, mesmo assim, toda população foi para parte alta da ilha em busca de segurança. A onda chegou em São Cristóvão, subindo 3 metros o nivel do mar. Algumas casas, que ficavam bem perto a areia, foram atingidas, mas Graças a Deus ninguém se ferio e deu tudo certo. Resultado: por perder todas minhas conexões, cheguei no Brasil, em Salvador, 3 dias depois do desastre.

Apesar de tudo, foi uma das melhores viagens que já realizei. Me indentifiquei muito com o local e, pricipalmente, com as pessoas que lá vivem. Fiquei muito grato em relação a isso.

Espero que gostem das fotos!!

Clique nas imagens para Ampliar.






































Grande abraço,

Renê Xavier.

Fonte: BBpress.
www.bodyboardpress.com


Related

Fotos 8009017449148655952

Postar um comentário

emo-but-icon

SIGA-NOS

+ VISTA

INSTAGRAM


WORLD-TOUR


PRA VOCÊ

Olá comunidade do bodyboarding, estamos de cara nova, curta nosso site e acompanhem todas as noticias do esporte!

item