O que fazer em caso de afogamento?

Os primeiros socorros em casos de afogamento têm por objetivo promover menor número de complicações. De acordo


Os primeiros socorros em casos de afogamento têm por objetivo promover menor número de complicações.

De acordo
com o sitewww.bombeirosemergencia.com.br, os primeiros socorros em casos de afogamento têm por objetivo promover menor número de complicações provendo-se o cérebro e o coração de oxigênio até que a vítima tenha condições para fazê-lo sem ajuda externa, ou até esta ser entregue a serviço médico especializado.

O socorrista deve promover o resgate imediato e apropriado, nunca gerando situação em que ambos (vítima e socorrista) possam se afogar, sabendo que a prioridade no resgate não é retirar a pessoa da água, mas fornecer-lhe um meio de apoio que poderá ser qualquer material que flutue, ou ainda, o seu transporte até um local em que esta possa ficar em pé. O socorrista deve saber reconhecer uma apnéia, uma parada cárdio-respiratória (PCR) e saber prestar reanimação cárdio-pulmonar (RCP)

O resgate deve ser feito por fases consecutivas : Compreendendo a Fase de observação, de entrada na água , de abordagem da vítima, de reboque da vítima, e o atendimento da mesma.
O socorrista deve ainda verificar a profundidade do local, o número de vítimas envolvidas, o material disponível para o resgate. Ele deve tentar o socorro sem a sua entrada na água, estendendo qualquer material a sua disposição que tenha a propriedade de boiar na água, não se deve atirar nada que possa vir a ferir a vítima.

Em casos de dispor de um barco para o resgate, sendo este com estabilidade duvidosa a vítima não deve ser colocada dentro do mesmo, pois estará muito agitada.O socorrista deve certificar-se que a vítima está visualizando-o. Ao ocorrer em uma piscina a entrada deve ser diagonal à vítima e deve ser feita da parte rasa para a parte funda. Sendo no mar ou rio a entrada deve ser diagonal à vítima e também diagonal à corrente ou à correnteza respectivamente.

E, por fim, ao se aproximar da vítima deve primeiro fazer a abordagem verbal (que ocorre a uma distância média de três metros da vítima. O socorrista vai se identificar e tentar acalmar a vítima. Caso consiga, dar-lhe-á instruções para que se posicione de costas habilitando uma aproximação sem riscos).

Depois, fazer a abordagem física (o socorrista deve fornecer algo em que a vítima possa se apoiar, só então o socorrista se aproximará fisicamente e segurará a vítima fazendo do seguinte modo: O braço de dominância do socorrista deve ficar livre para ajudar no nado, já o outro braço será utilizado para segurar a vítima , sendo passado abaixo da axila da vítima e apoiando o peito da mesma, essa mão será usada para segurar o queixo do afogado de forma que este fique fora da água).


*Matéria publicada no Jornal Nasemana - 15/11 

Sugestão enviada pela internauta Marina Sousa.

Related

Dicas Saúde 5506969164538722215

Postar um comentário

emo-but-icon

SIGA-NOS

+ VISTA

INSTAGRAM


WORLD-TOUR


PRA VOCÊ

Olá comunidade do bodyboarding, estamos de cara nova, curta nosso site e acompanhem todas as noticias do esporte!

item