SERGIO LUIZ COMEMORA TEMPORADA 2012 E JÁ PENSA NO ANO QUE VEM



Carioca radicado no Chile apareceu para o Mundo do bodyboard e já planeja voos mais altos em 2013.

Guerreiro. Essa é a palavra mais adequada para resumir o carioca Sergio Luiz. Nascido no Rio de Janeiro, o atleta, que vive atualmente no Chile, explodiu para o mundo do bodyboard na temporada 2012, vencendo triagens de etapas do mundial, representando o Brasil no ISA Games e ficando a apenas uma posição de integrar a elite mundial.

Vivendo na cidade de Iquique, Sergio Luiz busca, assim como a grande maioria dos atletas, um patrocinador principal para competir o Tour Mundial por inteiro. “O meu foco está todo voltado para 2013 e para isso é primordial que eu consiga um patrocinador, pois ainda estou sem um forte para me ajudar em todas as viagens.

Tenho apoios que me ajudam bastante, mas não consegui entrar para a elite por muito pouco. Foi  meu primeiro ano como profissional e estou feliz e orgulhoso disso”, revelou Sergio Luiz.




Focado nas etapas de Pipeline – que acontece em fevereiro – e nas demais principais provas de 2013, Serginho sabe que tem boas chances de ingressar na elite mundial, ainda mais que agora começa os eventos nas fases principais, devido ao ótimo ranking conquistado em 2012 no GQS.

Com uma rotina de treinamentos pesado, aliados ao trabalho regular que o atleta possui para se manter no Chile, Sergio Luiz mostrou todo seu potencial durante o ano de 2012. Campeão das triagens em Itacoatiara, talvez o ponto alto da carreira do atleta nessa temporada, Serginho foi ainda integrante da equipe brasileira campeã mundial do ISA Games.

“Eu não sei explicar como tudo isso aconteceu, mas quando me dei conta estava representando o Brasil. Fui o último integrante da equipe a confirmar e fiquei feliz, pois nosso time estava muito unido e sem dúvida foi uma das melhores competições da minha vida. Ser campeão mundial foi uma emoção muito grade”, comenta o atleta, que além de vencer por equipes fez final na categoria principal do evento.

Acostumado com a vida no Chile, Sergio releva que treina Pilates três vezes por semana, além de fazer academia e exercícios aeróbicos. Sem falar nas cinco horas diárias de surf. Questionado sobre sua meta para o próximo ano, Serginho é objetivo: “Estar entre os 24 primeiros do mundo. Isso me dá motivos para continuar”.

Sergio Luiz conta com os apoios de B2 AllBoards, XGeneration, Uma, Jaqui, Surf Hostal Iququi e South America Unite.

Foto: Divulgação


Enviado Por Danilo Caboclo
Postado pro Lailson Andrade

Related

pelomundo 2102665115671899755

Postar um comentário

emo-but-icon

SIGA-NOS

+ VISTA

INSTAGRAM


WORLD-TOUR


PRA VOCÊ

Olá comunidade do bodyboarding, estamos de cara nova, curta nosso site e acompanhem todas as noticias do esporte!

item